Sua rede de fibra óptica é rentável? Dicas para vender mais e otimizar a capacidade total da sua rede

Sua rede de fibra óptica é rentável? Dicas para vender mais e otimizar a capacidade total da sua rede

por Daniele Fagundes | 01.08.17 | em Marketing e Vendas

Uma pesquisa realizada pela Cianet identificou que 70% dos clientes que contratam o serviço de internet não fazem pesquisas antes de fechar com o provedor. Essa estatística comprova que existe uma oportunidade latente de negócio,  de forma que a gestão dos provedores deve investir em estratégias para alcançar esse público. Marketing digital, prospecção ativa, análise de mercado, além de diferentes técnicas de vendas são algumas formas de atingir esse público. Mas, o seu provedor está preparado para abraçar essa oportunidade? A rede de fibra óptica suporta essa margem nova de clientes?

Se a resposta foi negativa, está na hora de investir em outras  técnicas de vendas, além de colocar em prática estratégias para melhorar a experiência do usuário. Quando a gestão trabalha com essa premissa, a satisfação do usuário aumenta e eles não apenas fidelizam, como também podem se tornar promotores da sua marca.

Confira 3 boas práticas para vender mais e aumentar a rentabilidade da rede de fibra óptica

Trabalho comercial ativo

Ainda é comum entre os provedores regionais iniciar uma expansão de rede de fibra óptica antes de atingir o limite de cobertura que a estrutura atual do provedor comporta. Será que esse não é o caso da sua empresa? Então, antes de investir recursos fibrando um novo bairro, porque não trabalhar a área comercial para ter certeza que haverá mercado suficiente para cobrir todos os gastos com a nova estrutura?

Invista na capacitação da equipe comercial e comece a trabalhar com novas técnicas de vendas. Listas e ligações frias para prospects tendem a gerar bem menos resultados para a empresa. Afinal, quem quer ser incomodado durante uma reunião de trabalho, uma sessão de cinema ou em um passeio com a família? Batalhe para a construção da sua própria lista de contatos, seja por meio de leads gerados com estratégias de  marketing digital ou por meio da prospecção ativa e tente descobrir os hábitos de consumo do seu público-alvo antes de fazer a oferta de serviço. Lembre-se: vivemos na era da personalização da experiência, e quanto mais direcionado for o serviço, maiores são as chances de fechar a venda.

Prospecção de clientes

A prospecção de clientes está diretamente ligada ao trabalho comercial ativo. Em provedores que já contam com uma estrutura madura, é interessante separar a equipe que trabalha com a prospecção ativa (outbound) daqueles que se envolvem com  a qualificação dos leads convertidos pela estratégia digital da empresa. Isso porque enquanto o primeiro fica responsável por entrar em contato direto com o cliente via telefone, o segundo atua como pré-vendas, analisando o momento certo que o prospect estará pronto para receber a oferta. No entanto, em provedores que estão começando a sua estratégia digital e ainda não é possível separar em dois times, é imprescindível investir em treinamento para que o colaborador saiba diferenciar quando estará atuando como vendedor outbound ou como pré-vendas. Para obter mais informações sobre o tema, leia o artigo: Prospecção de clientes em provedores: conheça as diferenças e benefícios da prospecção ativa e passiva.

Ferramentas tecnológicas

No início do texto, falamos sobre a oportunidade de conquistar os 70% de usuários de internet que fecham com um provedor sem antes realizar pesquisa. O que a sua empresa está fazendo hoje para atingir esse público? Muito além do investimento da rede de fibra óptica, é preciso otimizar o dia a dia com ferramentas tecnológicas. Nós já falamos em como entender seus concorrentes pode te ajudar a se tornar um dos melhores provedores de internet e o que é big data e como ele pode contribuir para a gestão de provedores, mas como se tornar um data driven se a gestão está preocupada também com a  contabilidade, o ciclo de vendas e com a qualidade técnica do serviço?

Muitas empresas vêm buscando ferramentas tecnológicas para otimizar a rotina e gerar mais resultados, assim sobra mais tempo para a gestão trabalhar em atividades estratégicas enquanto o computador trabalha armazenando e cruzando dados dos clientes. O DataMap ISP, da Cianet, por exemplo, foi projetado para coletar, organizar e gerenciar dados do mercado e também dos clientes.

O software foi pensado especialmente para a realidade dos provedores regionais e permite que a gestão conheça seus clientes e assim possa oferecer o plano mais adequado, verificar o que os concorrentes fazem de diferente e direcionar as vendas para os clientes potenciais.

Se quiser conhecer mais sobre o DataMap ISP e como ele pode auxiliar o seu provedor a expandir a rede de fibra óptica com eficácia, é só clicar aqui