Gestão de provedores: como profissionalizar o seu provedor

Gestão de provedores: como profissionalizar o seu provedor

por Luiza Dal Grande | 24.04.18 | em Gestão e boas práticas

Para modernizar a gestão de provedores é preciso que as empresas estejam atentas às tendências e adaptem sua forma de trabalho para atender às constantes transformações que impactam o segmento. Isso irá garantir que as ações planejadas sejam direcionadas para alavancar o desempenho do negócio de forma sustentável. Como fazer isso de forma profissional no provedor? É o que responderemos na sequência.

Perceber a inovação como um meio de gerar novas oportunidades de negócio para o mercado de ISPs (Internet Services Providers) é sinônimo de olhar para o futuro e oportunidades. No entanto, existem determinados desafios que fazem parte da gestão de provedores que podem complicar a modernização da telecomunicação. Alguns pontos que merecem atenção: gestão estratégica e profissionalização, incentivo governamental, definir metas e uma comunicação voltada para divulgação dos negócios.

A profissionalização pode esbarrar com alguma das questões que levantamos acima. Porém, é importante ressaltar que inovar na gestão de provedores não deve ser associada apenas a entrega de novos produtos e serviços, mas também a três pilares:

  • transformação de processos;
  • atendimento ao cliente;
  • posicionamento no mercado.

Em outras palavras, investir em tecnologia e desenvolvimento de produtos e serviços é uma ótima ideia, mas não funciona sozinha. A gestão de provedores precisa estar preocupada em entregar, principalmente, qualidade. É nesse momento em que os pilares entram em cena.

A gestão de provedores que pretende se profissionalizar deve entender as mudanças no comportamento do usuário e otimizar as experiências. Com isso, deve planejar formas de rentabilizar ao máximo as redes existentes com soluções que não se limitam ao tradicional. É um ciclo, ao priorizar inovação e compreensão do mercado, o público receberá o que está procurando, ou ainda mais, e se tornará fidelizado.

Pode onde devo começar para profissionalizar a gestão de provedores?

Grande parte das empresas desse segmento costumam dedicar maior parte dos esforços na área técnica e deixam em segundo plano o desenvolvimento da gestão de provedores. Para conseguir a profissionalização, o primeiro passo é incorporar uma mentalidade diferenciada em tudo que é feito internamente na empresa. Seja para propor formas de executar processos, liderar pessoas e o negócio.

O ISP Next Summit 2017, primeiro encontro sobre inovação para o setor, reuniu especialistas para falar sobre o tema. Articulado pela Cianet, o evento foi promovido com o objetivo de discutir ferramentas e metodologias utilizadas por grandes empresas.

Na Cianet, por exemplo, foram estabelecidos quatro pontos-chave para alcançar uma revolução dentro de um ecossistema tão focado no futuro. São eles:

  • visão pioneira;  
  • experimentação;
  • pensamento analítico;
  • mentalidade beta.

Incentivar tais práticas fará com que a equipe tenha condições para proporcionar um atendimento de alto nível na área de provedores. O mesmo pode ser aplicado pela outra parte, o ISP. São valores que devem ser disseminados para quem busca se tornar profissional e um destaque entre os concorrentes.

Especialistas e provedores debateram durante o evento sobre tópicos que devem ser estudados para quem está buscando inovar a gestão de provedores: fontes de receita, cultura interna de inovação e percepção de valor com os clientes, além de exercitarem um novo olhar para problemas antigos e comuns a muitos provedores regionais.

Uma experiência compartilhada e que interessa quem busca se profissionalizar é, novamente, o contexto interno. Eliana Simioni, representante da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações, enfatiza a necessidade das empresas se tornarem adeptas à uma mentalidade diferente, utilizando modelos de negócios e soluções que possibilitem promover metodologias e práticas para uma gestão de provedores mais estratégica. Veja como seu provedor pode incorporar a cultura startup para inovar em seus processos operacionais.

Seu ISP está preparado para profissionalizar a gestão de provedores? Compartilhe conosco os seus principais desafios e como pretende superá-los!