Blog

Como e por que promover a felicidade no trabalho?

Mais do que multiplicar as margens de lucro e aumentar a produtividade, um assunto que vem dominando as agendas corporativas atualmente é como promover a felicidade no trabalho. Afinal, são vários os estudos mostrando a relação cada vez mais próxima entre o engajamento das equipes e o desenvolvimento das organizações.

Um pensamento que ganha força entre os especialistas da área de desenvolvimento organizacional é que os indivíduos devem ser vistos como os protagonistas do processo de crescimento. Isso significa que os velhos modelos de projeção de carreira, geralmente bastante engessados, precisam dar lugar a uma construção contínua e colaborativa.

E não são apenas os planos para o médio e longo prazo que devem ser revistos, mas também o dia a dia das organizações. De seções de mindfulness à home office são inúmeras as boas práticas que podem ser aplicadas nas empresas para aumentar a satisfação pessoal dos funcionários.

Por que a felicidade no trabalho é tão importante

Um estudo realizado por pesquisadores da London School of Economics and Political Science (LSE) mostra que a depressão no ambiente corporativo custa mais de US$ 1 trilhão à economia global. Somente no Brasil, de acordo com o levantamento que mediu pela primeira vez o impacto da doença na produtividade no local de trabalho, 5,7% da população sofre com transtornos desse tipo. Em números absolutos, estamos falando de mais de 11,5 milhões de pessoas, o que gera um prejuízo de US$ 63,3 bilhões.

Outra pesquisa, desta vez elaborada pela ONU, revela que o país caiu seis posições, em 2018, no Relatório Mundial da Felicidade, passando à 28o colocação entre 156 países em um ranking liderado pela Finlândia. Resultados como esses demonstram quão urgente é a adoção de medidas para aumentar a felicidade no trabalho.

Associada às percepções acadêmicas está um novo perfil de profissional, os famosos millennials, que são os nascidos entre 1980 e 1996. Essa geração privilegia questões como flexibilidade, equilíbrio entre trabalho e vida pessoal e coloca o propósito à frente do salário ou cargo como pontos que mais atraem em uma empresa. Ou seja, para eles, que também têm uma forte veia empreendedora, ser funcionário de uma organização é uma forma de disponibilizar seu conhecimento para a sociedade e não apenas um modo de sustento.

Como promover um ambiente mais feliz nos provedores

Diante dos desafios de engajar e reter talentos e reverter situações como as descritas pelas pesquisas citadas acima, as empresas vem buscando oferecer uma melhor experiência para os colaboradores. São vários os exemplos de práticas altamente eficazes e ao mesmo tempo bastante simples de serem aplicadas. Programas de saúde, incentivo à utilização de meios de transporte alternativo como a bicicleta e até mesmo a criação de grupos de corrida são algumas alternativas válidas.

Nos últimos anos, uma das ações que mais tem se popularizado em empresas de todos os setores é a mindfulness. Você já ouviu falar neste conceito? A técnica de atenção plena sugere a prática de exercícios de controle e concentração que contribuem para a redução da ansiedade, a melhora da autoestima e da autoconfiança. Também é uma forma de aumentar a satisfação com o trabalho, uma vez que o colaborador percebe a preocupação da gestão com o seu bem-estar.

Embora ainda seja um ramo pouco explorado no Brasil, a psicologia positiva vem ganhando espaço nas corporações. É cada vez maior o número de empresas que vêem o incentivo à motivação como uma forma de desenvolver competências, sejam elas técnicas ou interpessoais. Autor dos livros The happiness advantage e Before happiness, Shawn Achor é um defensor desta técnica. Em seus estudos, ele identificou que o trabalhador mais feliz é pelo menos 3 vezes mais produtivo, tem criatividade 3 vezes maior e suas vendas são 37%  mais elevadas.

Alguns conselhos de Achor para aumentar a felicidade no trabalho incentivando os funcionários a terem atitudes mais positivas são:

  • Colocar no papel três coisas pelos quais os colaboradores sejam gratos;
  • Escrever uma mensagem positiva a alguém de sua rede social de apoio;
  • Meditar na mesa de trabalho por cerca de dois minutos;
  • Fazer alguma atividade física por dez minutos;
  • Usar dois minutos para escrever, em um diário, a coisa mais importante que tenham vivido nas últimas 24 horas.

Muitas empresas brasileiras já constataram os efeitos positivos de tornar o ambiente de trabalho mais agradável para os colaboradores. A Cianet é uma delas. São várias as ações realizadas em todas as áreas da empresa, como por exemplo: ginástica laboral, happy hour trimestral e folga no dia do aniversário.

Conheça as oportunidades disponíveis e cadastre seu currículo para fazer parte desse time de sucesso!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()