Blog

Panorama para a expansão de fibra óptica no Brasil em 2016

A demanda por fibra óptica no Brasil é crescente, principalmente via pequenos e médios provedores, os ISPs. Caminhamos lentamente para a expansão dessa infraestrutura, mas algumas conquistas já foram implementadas. A inclusão da fibra óptica no FINAME (Financiamento de Máquinas e Equipamentos), por exemplo, e a extensão da linha de crédito do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para a área de tecnologia são dois benefícios para a expansão das redes FTTx no país. Outro avanço na área é a isenção de PIS, Cofins e IPI a projetos de redes e telecom pelo Regime Especial de Tributação do Plano Nacional de Banda Larga (REPNBL). Todos esses avanços ocorreram nos últimos anos, mas o que nos aguarda no segmento para este ano?

 

O cenário da fibra óptica para este ano

Crescimento da banda larga

O ano de 2016 promete crescimento da banda larga, que, após alguma retração em 2015 ou baixo crescimento, voltou a evoluir. Hoje são 25,56 milhões de acessos fixos de internet rápida, mas há um grande espaço para crescimento. Desses, apenas 1,31 milhão são realizados por meio de fibra óptica (FTTx). Além disso, segundo dados da Anatel, há uma tendência de migração de velocidades no mercado. A participação da faixa de 12 Mbps a 34 Mbps e as conexões com capacidade acima de 34 Mbps mostraram avanço, mas não o suficiente pra melhorar a posição do Brasil no ranking de velocidade média da banda larga, segundo a Akamai. O país ficou em 88º lugar no ranking, atingindo 4,1 Mbps de velocidade média, atrás de outros sete países vizinhos da América Latina. Isso mostra o potencial de crescimento do mercado de banda larga e o quanto ainda pode ser aprimorado com relação a infraestrutura para melhorar estes e outros números.

Crescimento dos ISPs

Pequenos e médios provedores regionais também estão crescendo após uma retração em 2015. Segundo a Anatel, essas empresas detêm 2,28 milhões de acessos em banda larga fixa e, se fosse uma empresa, seria a quarta maior empresa do país. Estes ISPs estão aderindo à fibra óptica, principalmente para levar a internet a locais remotos. Isso já acontece em aproximadamente 5 mil cidades brasileiras, mas há muita oportunidade ainda, com muitos locais de difícil acesso a serem alcançados.

Outra ação que tem feito com que os ISPs se destaquem no mercado é a customização dos serviços e do atendimento, fazendo frente às grandes operadoras, com pacotes estritamente fechados e atendimento automatizado.

Há, ainda, uma perspectiva de crescimento por conta da lei que limita a quantidade de dados do cliente na internet por grandes operadoras. Isso pode fazer com que muitos usuários migrem para pequenos provedores via fibra óptica, que, até o momento, ainda não possuem essa limitação.

Cloud e Internet das Coisas

A conexão de todas as coisas, que é basicamente a premissa da Internet das Coisas, além da necessidade dos usuários de obtenção de aplicativos em nuvem, aumenta também a necessidade da adoção de infraestruturas robustas pelos provedores, o que remete ao incremento da fibra óptica.

O BNDES, inclusive, está recebendo propostas de interessados em realizar estudos sobre a IoT, para realizar um diagnóstico atual e apontar perspectivas para o avanço da tecnologia no Brasil. Isso irá auxiliar o Ministério das Comunicações a vislumbrar políticas públicas para o segmento.

Plano Banda Larga para Todos

O antigo Plano Nacional de Banda Larga, que pouco promoveu o crescimento da internet no Brasil, será substituido neste ano pelo programa Banda Larga para Todos. O objetivo do programa é universalizar o acesso à internet a uma média de velocidade de 25 Mbps. E como promover essa acessibilidade? Por meio da fibra óptica. Segundo reportagem do Valor Econômico, o programa objetiva ampliar a cobertura da rede de fibra para 70% dos municípios brasileiros até 2019.

A fibra óptica é e será a tecnologia mais avançada em infraestrutura de redes. Não há como escapar; seu crescimento é inevitável. O mundo inteiro aderiu às redes FTTx e, portanto, não há possibilidade de a fibra óptica se tornar obsoleta. O custo X benefício é incomparável, seu manuseio e instalação são mais simples, sua manutenção e o custo de operação mais baratos, entre outras vantagens sobre outras tecnologias. Além disso, com a fibra óptica é possível planejar uma estrutura preparada para o futuro das redes PON e às novas demandas tecnológicas.

Seu provedor já utiliza fibra óptica? Tem interesse na tecnologia? Conte pra nós nos comentários abaixo!

4 comentários sobre "Panorama para a expansão de fibra óptica no Brasil em 2016"

  • Rodrigo Junio souza disse:

    Minha cidade está no “antigo pnbl”e até hoje pouco se fez, fibra ótica só em sonho tem em algumas ruas e outras não puro descaso tem finta da cemig telecomunicações em toda a cidade, minha pergunta é, porque as empresas que trabalham na região (net/oi) não pode usar essa infraestrutura??? Não é viável??? O que impede uma outra empresa de atuar nesta mesma área com essas empresas????A população local clama por melhores serviços.

    • claudemiresjesus disse:

      Boa tarde Rodrigo:

      No momento que a ANATEL for menos burocrática, e exigente na qualidade e prestação de serviços de banda larga, tudo vai mudar! Isso chama-se Moralidade, excluindo-se os interesses de alguns para o benefício da maioria!

  • claudemiresjesus disse:

    Boa tarde a todos:

    Em alusão ao texto acima, tópico

    Crescimento dos ISPs
    No meu bairro apenas duas operadoras vendem serviços de banda larga. Solução não apenas em meu bairro, mas em diversas regiões brasileiras: abertura de mercado para pequenas e médias Empresas Prestadoras de Serviços de banda Larga nacionais e internacionais utilizando-se fibra, licenciamento da ANATEL sem burocracias, mas exigindo-se qualidade nos serviços ao consumidor. Assim concerteza teremos uma banda larga de alta qualidade e principalmente com mais estabilidade. Então teremos um mercado mais competitivo, resiliente as crises, com excelentes serviços gerando empregos diretos e indiretos e tributos e taxas ao Estado.

  • Igor Liger Santiago disse:

    enquanto isso aqui onde eu moro em salvador ba nada de fibra, estou ha 5 anos com 15mb da oi, tem um armário da vivo na rua principal q é fibra, mas a vivo não tem interesse em locais de baixo interesse econômico, só implantam fibra em ruas principais para atender empresas e alta sociedade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()