Blog

Como a resolução 4K pode mudar o modo de assistir TV

Uma tecnologia em ascenção, a resolução 4k ainda não está disponível ao grande público, mas promete ser o futuro não muito distante da qualidade de imagem

Você já deve ter ouvido falar da nova tecnologia que promete ampliar a experiência dos telespectadores: a resolução 4k. A imagem HD que temos hoje já é uma inovação em termos de qualidade e nitidez. O que dizer então de uma resolução de ultra-alta definição, que já está entrando no mercado no mundo todo, com uma definição quatro vezes superior à Full HD? Como e quando poderemos usufruir dessa experiência?

A resolução 4k foi criada em 2003, pela Sony, e é uma das duas resoluções da televisão de ultra-alta definição (UHDTV). A segunda é a 8k, desenvolvida pela Sony e pela Sharp especialmente para cinemas do Japão e cinemas da Sony em Hollywood. Vamos nos ater à resolução 4k pela iminente popularidade, sendo a 8k um futuro ainda distante.

Atualmente, já existem televisores à venda com suporte para reprodução de imagens em resolução 4k, que é melhor visualizada em aparelhos acima de 50 polegadas. O problema é que o valor ainda está bem acima da média: cerca de R$ 8.000,00. Além disso, ainda será necessária uma adaptação de toda a rede televisiva, já que não basta ter uma câmera filmando em 4k e uma TV que reproduz a imagem nessa resolução. Toda a cadeia precisa ser compatível, incluindo transmissores e o set-top-box da TV por assinatura. Se, por um lado, as grandes fabricantes de aparelhos de TV já possuem o produto nas lojas (mesmo que a preços ainda inacessíveis), por outro, as emissoras caminham a passos mais lentos para a transmissão efetiva de programas com essa qualidade de imagem.

Durante a Copa do Mundo deste ano, alguns eventos promovidos por grandes fabricantes já deram o gostinho da resolução 4k, e alguns jogos puderam ser vistos dessa forma. Para a população em geral, especialistas acreditam que ainda esperaremos um ou dois anos para que o conteúdo esteja disponível em mais ampla escala. Enquanto isso, algumas fabricantes disponibilizam, junto com os equipamentos, alguns filmes nesta resolução – muitos já estão disponíveis em blu-ray. Em termos técnicos, para os provedores, o desafio se dá por conta do sinal, que é muito mais pesado que o sinal atual. Portanto, o 4k deve chegar primeiro à internet.

Os fabricantes citam que, mesmo sem uma cadeia toda sendo transmitida em 4k, esses televisores conseguem aumentar a qualidade da resolução atual: HD ou Full HD.

E você, já adquiriu seu televisor 4k? Acha que vale a pena comprar um neste momento? Comente abaixo.

 

Compartilhar:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()