Blog

Desafios e oportunidades do 5G para pequenos provedores

A internet 5G começou a ser disponibilizada no Brasil em julho de 2020, mas não para todo o país. Apenas em alguns pontos de oito capitais brasileiras, é possível utilizar o sinal da rede. Quem possui acesso, percebe uma velocidade maior, mas as demais funcionalidades do 5G estarão disponíveis apenas após o leilão da Anatel, que deve acontecer em 2021. 

Além de inúmeros benefícios para os clientes, a chegada do 5G traz também muitos desafios e oportunidades para os pequenos provedores. Neste artigo, você vai entender o que é o 5G, o que esperar desta tecnologia e como se preparar para oferecê-la aos seus clientes.

O que é a tecnologia 5G?

O 5G é a última geração de rede de internet móvel, mas ainda não foi amplamente distribuída no Brasil. Essa rede utiliza o menor espectro de rádio e permite que mais dispositivos móveis acessem a rede ao mesmo tempo. Assim, temos a maior velocidade de download e upload, cobertura mais ampla e conexões mais estáveis, com um número maior de aparelhos em uso. Com a internet 5G, o usuário consegue: 

  • usar óculos para realidade aumentada;
  • usar recursos de realidade virtual móvel;
  • ver vídeos com qualidade muito superior, sem instabilidades;
  • reduzir a latência e o atraso na comunicação entre recursos diferentes;
  • ter respostas mais instantâneas aos comandos feitos com a rede;
  • fazer vídeochamadas com maior qualidade e sem falhas;
  • entre outros inúmeros benefícios.

Para que tudo isso seja possível, é preciso utilizar um número menor de transmissores e receptores que estejam mais próximos ao chão, pois dessa forma a frequência não sofre interferências ou bloqueios de objetos físicos. Por esse motivo, a tecnologia 5G dependerá de antenas de telefone mais próximas do solo, que propagarão ondas milimétricas para um número maior de transmissores e permitir uma cobertura mais ampla.

Quais são os desafios que os provedores vão enfrentar com a chegada dessa tecnologia?

Que o 5G vai proporcionar diversos benefícios aos usuários não há o que discutir. A tecnologia é o que há de mais recente quando o assunto é internet móvel. Todo esse potencial tem feito muitas empresas ao redor do mundo divulgarem que com o 5G, não será mais necessário ter internet banda larga, uma vez que o 5G entrega qualidade e velocidade superiores.

A empresa Three — uma das quatro maiores operadoras do Reino Unido —, fez esse anúncio. Porém, é preciso que os operadores menores sejam mais críticos ao receber esse tipo de informação, já que a tecnologia não chegará em todas as regiões assim que estiver disponível, principalmente em locais mais afastados.

Além disso, vai exigir que os usuários troquem seus smartphones para conseguir utilizar a nova rede. Atualmente, no Brasil há apenas um modelo de celular capaz de acessar uma rede 5G:  o Motorola Edge. O aparelho foi lançado em julho de 2020 e custa a partir de R$ 5 mil. Ou seja, a tecnologia reduz as falhas de conexão, melhora o serviço exponencialmente, mas não está disponível para todos — mesmo que seja ofertada em escala —, desde o início.

Sem falar nos mitos que permeiam essa nova conexão, que acabam prejudicando a informação e podem limitar sua expansão. Por outro lado, a tecnologia oferece boas oportunidades para os provedores menores, como a economia. Entenda melhor no próximo tópico.

Oportunidades da tecnologia 5G para os pequenos provedores

Uma das maiores vantagens da tecnologia para os provedores é a redução no uso do cabeamento. As empresas conseguem substituir o uso de cabos por equipamentos sem fio, que se conectam com o 5G e são usados como um roteador wi-fi para o restante do ambiente. 

O 5G vai demandar muita fibra para garantir a cobertura necessária e seu bom funcionamento. Por isso, os provedores de internet — que já estão passando a fibra —, terão uma rede que possibilitará fazer o backhaul de 5G. Veja outras oportunidades geradas a partir dessa tecnologia:

1. Small Cells

A nova rede contribui para a conectividade sem fio, pois é mais barata, mais eficiente, mais fácil de instalar e mais fácil de manter em relação às macrocélulas. As small cells podem ajudar a ampliar a cobertura em áreas rurais e fortalecer a capacidade em áreas muito povoadas.

2. Aluguel de Dark Fiber

O aluguel de dark fiber (fibra não utilizada ou subutilizada) consegue apoiar a implantação de small cells. Isso quer dizer que se a empresa não puder possuir a fibra, ainda poderá fornecer serviços 5G mais cedo, já que grande parte do backhaul alugado já está instalado.

3. Antenas fixas Wirelless

Podem ser colocadas em cima de residências e edifícios para permitir a comunicação com small cells ou torres de macrocélulas próximas. Além de retransmitir a cobertura sem fio para usuários móveis em ambientes fechados, o sinal sem fio também pode ser convertido em Wi-Fi convencional com o uso de modems e roteadores especialmente projetados.

Como o 5G vai exigir bastante fibra, os pequenos provedores devem começar a investir na expansão para atender um número maior de clientes interessados na nova rede de conexão. Quer começar a expansão do seu provedor antes que o 5G se torne popular em todo o país? Veja o e-book que preparamos  te para ajudar.

Compartilhar:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()