Blog

Wi-Fi N e AC: saiba as diferenças para o seu cliente

A diferença entre Wi-Fi N (que opera em 2.4 GHz) e Wi-Fi AC (que opera em 5.8 GHz) é uma dúvida muito frequente tanto para os clientes quanto para os próprios provedores. Por isso, trouxemos neste artigo tudo o que você precisa saber sobre esse assunto. Confira.

O que é Wi-Fi N e Wi-Fi AC?

Wi-Fi N e Wi-Fi AC se referem às larguras das ondas de radiofrequência emitidas pelos roteadores para entregar internet aos dispositivos. Além dos padrões N e AC, há ainda os padrões A, B e G.

O Wi-Fi N é uma rede que surgiu junto com os roteadores. Por estar no mercado há bastante tempo e como os provedores de internet começaram a utilizar planos com cada vez mais velocidade, se tornou necessário ter uma rede que transmita mais velocidade do que a rede Wi-Fi AC, uma vez que a taxa de transmissão dela é mediana.

Então, para transmitir planos com alta velocidade, o Wi-Fi N pode não ser o ideal. Além disso, o Wi-Fi N é uma rede que vem sofrendo com muita interferência devido ao  número cada vez maior de roteadores nas residências, além de outros aparelhos como os fornos micro-ondas e telefones sem fio. Esses equipamentos criam um ruído que faz diminuir a velocidade das redes sem fio. Isso tem se tornado um problema, havendo uma grande poluição nas redes Wi-Fi.

Mas, havendo a necessidade de entregar mais velocidade pela rede Wi-Fi e também por causa da interferência, a rede de Wi-Fi AC começou a ser utilizada. Essa é uma rede que tem uma taxa de transmissão muito alta, mas tem um alcance mais reduzido e, com isso, é capaz de entregar grandes velocidades sem sofrer tanta interferência.

Assim, a diferença entre Wi-Fi N e Wi-Fi AC é basicamente essa: taxa de transmissão e alcance. Enquanto o Wi-Fi N tem taxa de transmissão baixa (menos velocidade) e longo alcance (mais interferência), o Wi-Fi AC tem taxa de transmissão alta (mais velocidade) e alcance reduzido (menos interferência).

Neste quadro, fica mais fácil entender:

Wi-Fi NWi-Fi AC
Sofre interferência de aparelhos como forno micro-ondas e telefone sem fio “roubam” frequênciaNão sofre interferência de outros aparelhos
Transmite menos dados por segundoTransmite mais dados por segundo
Possibilita número maior de dispositivos por frequênciaPossibilita número menor de dispositivos por frequência
É o padrão mais utilizado em escala globalÉ menos usado
Possui largura de canal menor: 40 MHzPossui largura de canal maior: até 160 MHz
Tem longo alcanceTem alcance reduzido
Ondas dispersam mais devagar em frequências mais baixasOndas dispersam mais rápido em frequências mais altas
Mais indicada para quem busca coberturaMais indicada para quem busca velocidade

 

O que fazer quando o dispositivo do cliente não suporta Wi-Fi AC?

Por ser uma rede que consegue garantir a entrega de velocidades mais altas, a rede 5.8 GHz geralmente é utilizada para planos acima de 100 mega. Mas pode ser que o dispositivo do cliente não encontre a rede, já que se trata de uma frequência de banda que vem sendo utilizada recentemente e o aparelho ainda não reconheça.

Nesse caso, é necessário utilizar a rede 2.4 GHz porque todos os roteadores que operam na frequência de 5.8 GHz são dual band. Isso significa que eles também funcionam em 2.4 GHz, permitindo a conexão de dispositivos que ainda não trabalham em 5.8 GHz. No entanto, a taxa de transmissão não será a maior. Dessa forma, se o cliente tiver um plano acima de 100 mega e utilizar a rede Wi-Fi na rede 2.4 GHz, a velocidade não vai bater. Lembrando que, para o cliente final, normalmente aparecem duas redes de Wi-Fi: Cliente 2.4G e Cliente 5G.

É importante deixar claro para o cliente que, se ele quer ter Wi-Fi de alta velocidade, não adianta apenas ter um modem que suporta 5.8 GHz e contratar um plano acima de 100 mega. O dispositivo que ele for usar também precisa suportar 5.8 GHz. Do contrário, ele não terá velocidade compatível com a contratada.

Vale lembrar que o padrão brasileiro é de Wi-Fi N (2.4 GHz) e Wi-Fi AC (5.8 GHz). Sendo assim, iPhones e outros aparelhos comprados fora, por exemplo, podem não funcionar 100% do tempo em redes Wi-Fi AC, porque o Brasil usa menos canais do que os Estados Unidos.

 

Quais são as vantagens do Wi-Fi AC?

O Wi-Fi AC oferece melhor desempenho para os dispositivos. Com o sinal forte e a alta taxa de transferência, eles consomem menos energia, o que contribui tanto para uma maior vida útil da bateria quanto para um melhor desempenho da rede.

Com todas essas vantagens, logo os dispositivos que suportam Wi-Fi AC, se tornarão mais populares, considerando ainda a consolidação da internet por fibra óptica. Sendo assim, é muito importante que o seu provedor esteja apto a oferecer internet para esse público, que busca velocidade. Para isso, é indispensável começar a trabalhar com fibra óptica.

Não sabe por onde começar? Reunimos as principais informações que você precisa ter para iniciar sua oferta de serviços em fibra óptica em um e-book gratuito. Sugerimos que você leia e se prepare para iniciar suas atividades.

planejamento para provedores regionais

Compartilhar:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()