Blog

O que é olt stand alone

A agregação de produtos e serviços à oferta primária é uma tendência cada vez mais forte no mercado de fornecimento de internet, exigindo que os provedores invistam na maior capacidade de banda. Um dos equipamentos mais importantes nesse sentido é a OLT (Optical Line Terminal). Neste artigo, vamos falar especificamente da categoria OLT Stand Alone. 

Uma das principais vantagens dessa categoria é oferecer alta capacidade de banda sem exigir muito espaço, uma vez que é um aparelho compacto. Isso é muito importante para os provedores que estão planejamento seu crescimento, pois o tamanho dos equipamentos costuma ser um desafio em momentos de expansão de serviços.  

Normalmente, as OLT Stand Alone ocupam 1U, ou seja, uma unidade de rack. Os racks são estruturas cuja principal função é organizar e proteger os aparelhos de telecom em geral, como as OLTs. Já a unidade de rack é a medida utilizada para descrever a altura de servidores, patch panel, switch, bandeja fixa, bandeja deslizante e outros dispositivos montados em racks de 19 polegadas. Cada rack unit equivale a aproximadamente 4,5 centímetros.

Qual a função de uma OLT?

A OLT é um terminal de linha óptica que concentra os fluxos de dados e serviços, sendo um dos equipamentos mais importantes em redes FTTx. Sua função é enviar e receber as informações das ONTs (Optical Network Terminal). O equipamento recebe ainda dados do link de internet do provedor ou outros serviços que podem vir de seu roteador de borda.

Responsável por gerenciar e distribuir o acesso à rede, a OLT é essencial para os ISPs e, por isso, a decisão por qual tipo comprar deve ser feita com muito cuidado. Antes de mais nada, o provedor deve ter muito claro quais são os objetivos da rede, quem são os seus usuários e quais serviços irá prestar. Assim, é possível elaborar um projeto com mais precisão, evitando que se invista em equipamentos que se tornarão obsoletos em pouco tempo. Ou, ao contrário, que seja alocada uma grande quantidade de recursos em aparelhos que não terão toda sua capacidade utilizada.

As OLTs modulares, por exemplo, são mais indicadas para as operadoras ou grandes provedores. Elas permitem inserir mais placas nos slots conforme a demanda for crescendo, sendo vantajoso pela capacidade de agregar tecnologia sem a necessidade de comprar outro equipamento. Em contrapartida, normalmente seu valor é mais alto. Já a OLT Stand Alone é ideal para os provedores menores ou que queiram otimizar o espaço nos seus racks, como veremos a seguir.   

Para que casos o OLT Stand Alone é indicado

Conhecido no mercado como pizza box em função do seu formato, a OLT Stand Alone é recomendada para atender uma concentração de assinantes em pequena escala. O equipamento pode ter até 16 portas, sendo que cada uma delas gerência, no máximo, 2048 ONUs (128 por porta PON) usuários finais.

Além de requerer pouco espaço (um dos principais ganhos para quem decide por esse modelo), a Stand Alone pode ser a opção ideal para quem deseja investir em uma rede descentralizada. Isso significa que em vez de adquirir uma única OLT, o provedor pode comprar vários aparelhos separados, reduzindo assim o impacto em caso de problemas.     

Entre os modelos de OLT Stand Alone que a Cianet oferece aos seus clientes está o CTS 2720, que suporta 2 portas EPON, podendo conectar 128 ONUs ao todo, sendo 64 ONUs por porta. Este produto dispensa a utilização de módulos separados, facilitando a instalação. O CTS 2720 conta com 4 portas uplink, com funcionamento no modo combo, 2 interfaces metálicas RJ-45 Gigabit Ethernet e 2 interfaces SFP Gigabit Ethernet.

Veja a seguir outras características do produto:

  • Chassis para rack 19″ – 1U
  • Dimensões: 440mm(L)x260mm(P)x44mm(A)
  • Temperatura de Operação: 0 ~ 50°C
  • Temperatura de Armazenamento: -40 ~ 85°C
  • Umidade de Operação: 10 ~ 90% (sem condensação)
  • Alimentação: 100 ~ 240VAc
  • Consumo: 16W
  • Peso Bruto: 4Kg

Outro modelo oferecido pela Cianet é a OLT E8PS, que suporta 8 portas GEPON, é compatível com o padrão IEEE 802.3ah, possui taxa de downstream e upstream máxima de 1,25 Gbps, e ainda tem como distância máxima de transmissão de 20km.


Veja a seguir, outras características do produto:

  • Chassis para rack 19 U – 1U
  • Dimensões: 440mm(L)x280mm(P)x44mm(A)
  • Temperatura de Operação: 0 ~ 50°C 
  • Temperatura de Armazenamento: -40 ~ 85°C 
  • Umidade de Operação: 5 ~ 90% (sem condensação) 
  • Alimentação: AC: 110VAC / 220VAC
  • Consumo: 45W
  • Peso Bruto: 4.3Kg 
  • MTBF 40.000 Hrs 
  • Módulos SFP GEPON inclusos

Quer saber todas as dicas e conhecer as últimas novidades do mercado de telecomunicações? Continue acompanhando os conteúdos exclusivos para provedores regionais no blog da Cianet. Você também pode acessar a nossa página de produtos para conferir as soluções mais modernas em fibra óptica. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()