Blog

Fibra óptica em hotéis: um case de sucesso

A fibra óptica em hotéis, empresas, condomínios e outros conglomerados já é uma realidade para suprir a demanda de altas taxas de velocidade dentro desses locais. Com uma proposta de rede simples, a solução óptica passiva (também denominada POL) é uma tecnologia inovadora, disruptiva e que busca viabilizar projetos de forma econômica e sustentável. A solução diminui a necessidade de alimentação e infraestrutura de refrigeração, o que reduz bastante o consumo de energia.

Como forma de expor uma solução desenvolvida e executada pela Cianet, demonstramos aqui o case do Sleep inn Galeria, hotel da rede Atlantica, em Campinas (SP).

Implantamos no local esta tecnologia, que já é utilizada por grandes redes de hotéis pelo mundo como  Accor Hotels, Crowne Plaza e Fairmont Hotels, mas é inédita no Brasil. A estrutura oferece um “backbone” de fibra óptica que interliga diretamente os roteadores em vários pontos a um único concentrador proporcionando qualidade de sinal Wi-Fi muito superior e sem áreas de sombra, ou seja, a internet funciona na mesma velocidade em todos os pontos.

A empresa foi procurada pelo proprietário do hotel porque já tinha recebido diversas reclamações de clientes sobre a velocidade da internet e, mesmo assinando o melhor pacote da operadora, não conseguia solucionar o problema. Pelo diagnóstico inicial verificou-se que o problema estava no cabeamento interno do hotel, que não tinha capacidade de transmissão de dados suficiente e estava deteriorado em vários pontos. A solução proposta pelo hotel era substituir os cabos de menor capacidade (CAT 5) por outros mais potentes (CAT 6), mas os engenheiros da Cianet concluíram que pouca coisa iria mudar e logo os problemas reapareceriam.

Como já vemos acontecendo muito a implantação da fibra óptica em hotéis, essa foi a solução mais assertiva que encontramos, trazendo vantagens que vão além da qualidade do sinal da internet:

  • Menos cabos e equipamentos – Foram usados apenas 2 cabos de fibra óptica para toda a rede. Além de ocuparem menos espaço, quando há algum problema fica mais fácil fazer a manutenção. A POL – rede LAN construída na tecnologia PON – permite utilizar um único concentrador para centenas ou milhares de conexões, independente da distância delas. Ao contrário das redes de cabeamento estruturado padrão, essa técnica não necessita de um switch a cada 100 m, nem de instalação daqueles Racks espalhados para abrigar esses Switches.

  • Economia de energia – Com a redução de equipamentos vem a redução de consumo elétrico. Um concentrador para 512 conexões, por exemplo, consome somente 11,5kWh/mês. Em contrapartida, um switch comum de mercado consome para 24 conexões aproximadamente 22kWh/mês. Além disso, os equipamentos e cabos de fibra óptica não esquentam, por isso há menos gastos tanto com energia elétrica para manter a rede funcionando, quanto com condicionadores de ar para manter a temperatura dos ambientes. A rede do hotel com 5 Switches da solução padrão consumiria em média 113kWh/Mês, já a rede instalada consome apenas 11,5 kWh/Mês. Isto gera uma economia de aproximadamente R$ 400 em 1 ano. Parece pouco, mas o valor passa a ser ainda mais significativo em redes de grande porte com mais de 1 mil conexões.

  • Tecnologia à prova de futuro – a tecnologia de fibra óptica dificilmente será ultrapassada, ou seja, à medida que os provedores forem conseguindo oferecer mais velocidade, mais serviços e transmitir mais dados, o dono do hotel não precisará trocar o cabeamento, já que a fibra óptica está preparada para transportar um gigantesco volume de informações.

  • Preço se equipara – A rede primeiramente proposta ao hotel em CAT 6 com substituição dos pontos de acesso wi-fi custaria aproximadamente R$ 22.000,00, só em produtos. A Rede em Fibra Óptica custou cerca de R$ 24.000,00.

Além disso, com essa rede pronta, o hotel poderá no futuro oferecer TV por meio da tecnologia IPTV (TV por protocolo de internet), usando o mesmo cabeamento de fibra óptica. Além de qualidade de sinal, esse modelo de fibra óptica em hotéis permite interatividade e personalização. Isso significa que o hotel poderá oferecer serviço de quarto pelo controle da televisão ou mesmo ter um canal exclusivo, com programação de passeios e eventos ou notícias e informações personalizadas. Usando o hotel em questão como exemplo, quando instalado o sistema de TV por internet, a economia de energia anual que hoje é de R$ 400 passará para R$1.880.

Compartilhar:

1 comentário sobre "Fibra óptica em hotéis: um case de sucesso"

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()