Blog

O que é epon? Entenda melhor a modalidade

A EPON (Ethernet Passive Optical Network), também conhecida como GEPON (Gigabit Ethernet Passive Optical Network) é uma das versões das redes PON (Passive Optical Network), evolução da arquitetura de rede ponto-multiponto, que permite “fiber to the home” (FTTH) ou fibra para casa e “fiber to the building” (FTTB) ou fibra para o prédio.

Ela está entre as tecnologias mais procuradas hoje em dia em redes ponto-multiponto por oferecer maior velocidade de transmissão de dados, conexão de melhor qualidade, facilidade de gerenciamento, entre outros benefícios. Um dos principais fatores que diferenciam a EPON de outras redes passivas é sua capacidade de tráfego simétrico, com 1,25 Gbps tanto para downstream quanto para upstream.  

Outras características dessa modalidade são:

  • Alcance físico de até 20 km;
  • Nível de splittagem de 64 ONTs (Optical Network Termination) ou ONUs (Optical Network Unit) por porta PON (para facilitar a leitura, usaremos ao longo do texto a sigla ONU);
  • Comprimento de onda de 1490nm para downstream e 1310nm para upstream;
  • Suporte para serviços de internet, incluindo vídeo;
  • Sistema simples de gerenciamento;
  • O serviço de OAM (Operação, Administração e Gerenciamento) é definido pela Ethernet;
  • Utiliza um cabeçalho fixo para transmitir dados do usuário na forma de um pacote de 1518 bytes;
  • Pacotes transmitidos em padrão Ethernet;
  • Tráfego transportado em protocolo IP.

Por ser uma rede PON, toda a comunicação na EPON é baseada na recepção do sinal da luz (óptico). Sendo assim, seus equipamentos não dependem de energia elétrica externa para funcionar. Isso é uma segurança a mais para o provedor, uma vez que reduz as chances de queimar qualquer dispositivo, caso aconteça alguma pane na rede elétrica.  

Neste artigo vamos apresentar tudo o que você precisa saber sobre a EPON, desde como é realizada a transmissão de dados, passando pelas vantagens em relação a outras redes e até para que tipo de negócio ou situação ela é a opção mais recomendada. 

Como funcionam as redes EPON

A estrutura das redes EPON é definida no IEEE 802.3ah e controlada pelo protocolo MPCP (Mult-Point Control Protocol) do padrão Ethernet, de onde tem origem seu nome (Ethernet PON).

Como toda rede passiva, a transmissão de dados nessa modalidade é feita por meio das OLTs (Optical Line Terminal), que redirecionam os sinais ópticos aos splitters. Os terminais de usuários (ONUs – Optical Network Unit) integram os dados de áudio, vídeo, sistema de segurança, sistema de automação, que são transmitidos em uma única rede óptica passiva.

A OLT normalmente fica na central de telecomunicações de uma empresa ou condomínio que utilize o PONLAN – Passive Optical Lan. No caso de provedores de internet, o equipamento pode ser alocado na central de operações ou em pontos de presença espalhados pela cidade de atendimento. Já a ONU costuma ser instalada no usuário final, e pode também ser fixada em postes próximo aos usuários (FTTc) ou em centrais de apartamentos (FTTa). As ONUs convencionais possuem geralmente uma interface WAN tipo 802.3ah e uma ou mais interfaces tipo 802.3 para a conexão com o usuário assinante. 

Como já mencionamos, a velocidade na EPON é simétrica, de 1,25 Gbps entre servidor/usuário e no fluxo contrário. No downstream, os pacotes da OLT são enviados via broadcast para todas as ONUs (padrão Ethernet) sendo que a ONT/ONU define qual pacote é seu e descarta o restante.

Já no sentido upstream, cada ONU/ONT transmite os quadros Ethernet para a OLT com intervalos de tempo de transmissão diferentes, atribuídos pela OLT. Os dados são transmitidos em pacotes de 1518 bytes. 

Quais são as vantagens da tecnologia EPON para os provedores

As redes EPON têm crescido não apenas no Brasil, mas em outras partes do mundo por oferecer infraestrutura de rede com qualidade superior, velocidade de conexão e altas taxas em transmissão de dados. Elas são fáceis de instalar, têm maior alcance e possibilitam transmitir dados, voz e vídeo por meio de uma única fibra. Outro ponto positivo é que como não dependem de energia elétrica, a chance de queimar ou acontecerem curtos nos equipamentos é nula.

Se comparada à tecnologia GPON, a EPON tem uma menor capacidade de banda e de números de clientes. Por esse motivo, a EPON é mais indicada para provedores que estão iniciando a oferta de serviços em fibra óptica ou possuem uma menor variedade de serviços. Essa rede trabalha nativamente em protocolos Ethernet, o que torna seu uso mais fácil em aplicações usuais de transporte de dados e vídeo.

Uma de suas maiores vantagens é oferecer produtos mais acessíveis em relação a outros tipos de rede como a GPON, mas sem perder em qualidade. Exatamente pelo menor custo, ela é a também a solução ideal para os provedores (grandes ou pequenos) que desejam ter uma rede mais descentralizada (ou seja, com várias OLTs instaladas para atender diversos assinantes). Entre os ganhos com a descentralização está a facilidade na manutenção da rede.

É importante destacar que o provedor pode trabalhar com a rede EPON e a GPON de forma paralela. Assim, é possível ir migrando os clientes aos poucos, conforme a demanda por serviços for aumentando. Mas para que tudo funcione corretamente é essencial investir em equipamentos de qualidade. A Cianet possui um portfólio completo de aparelhos para as redes PON.

A OLT EPON E8PS é um produto com ótimo custo benefício para prover acesso FTTx e ideal para arquiteturas ponto-multiponto de até 20Km e largura de banda de 1,25Gbps simétrica. Foi desenvolvida para entrega avançada de serviços triple play e permite oferecer soluções a clientes em ambientes flexíveis.  Confira algumas de suas especificações:

  • Chassis para rack 19 U – 1U;
  • Dimensões: 440mm (largura) x 280mm (profundidade) x44mm (altura);
  • Alimentação: AC: 110VAC / 220VAC;
  • Consumo: 45W;
  • Peso Bruto: 4,3Kg;
  • MTBF 40.000 Hrs;
  • Módulos SFP GEPON inclusos;
  • 8 portas PON SFP 1000BASE-PX20;
  • Capacidade máxima por porta: 64 ONUs;
  • Capacidade máxima do equipamento: 512 ONUs;
  • Capacidade de endereçamento MAC: 6K.   

Futuro e tendências das redes EPON

A tecnologia EPON está em constante evolução. Prova disso é que a norma IEEE802.3av já vem sendo escrita e aperfeiçoada desde 2006, para que redes 10G-EPON possam entrar em operação. A proposta é que sejam lançados dois modelos de operação. Um simétrico de 10Gbps de upstream e downstream e outro assimétrico de 10 Gbps de downstream e 1 Gbps de upstream.

A tecnologia também terá operação coexistente com as redes EPON, pois trafegam em comprimentos de onda diferentes, facilitando assim a atualização da rede do provedor. Isso significa que o provedor que já trabalha ou deseja iniciar as operações com fibra óptica terá ainda mais opções daqui para frente. Mas se por um lado as oportunidades aumentam, por outro a decisão por qual tecnologia optar se torna um desafio ainda maior.

Para escolher a alternativa ideal, é importante avaliar qual delas se adapta melhor ao modelo de negócio do provedor e à topologia de rede adotada em cada projeto. Neste post, falamos sobretudo sobre a EPON, mas há ainda outras versões de redes passivas como a GPON. Se você quiser saber mais sobre as semelhanças e diferenças entre essas duas tecnologias, recomendamos a leitura do infográfico Qual a tecnologia ideal para a minha rede? EPON ou GPON?

As redes EPON, assim como todas as versões das redes PON, são ideais para quem deseja ter acesso ao que há de mais moderno em termos de tecnologia, mas com redução de custos, espaço e material. Elas são muito simples de serem instaladas e gerenciadas, além de oferecer mais segurança por não dependerem de energia elétrica.

Deseja saber mais detalhes sobre a implantação da tecnologia EPON? Então entre em contato conosco ou deixe sua dúvida nos comentários.


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()