Blog

Como funciona uma ONU Wi-Fi?

As tecnologias de redes estão evoluindo rapidamente e ganhando tanto força quanto espaço no mercado. Se você quer manter o seu provedor de internet por dentro das tendências do mercado, é importante entender o que é ONU Wi-Fi e como ela funciona para oferecer um serviço de qualidade aos seus clientes.

Por isso, preparamos este artigo para tirar todas as suas dúvidas a respeito deste tipo de tecnologia. Confira!

O que é ONU?

ONU é a sigla de Optical Network Unit ou, em português, Unidade de Rede Óptica. Basicamente, ela serve para converter o sinal óptico em sinal elétrico e é utilizada em topologias do tipo ponto-multiponto EPON ou GPON.

Neste artigo, vamos nos ater à ONU Wi-Fi, que é aquela que já vem com Wi-Fi, dispensando o uso do roteador. Mas há também a ONU sem Wi-Fi, que exige a instalação de um roteador WiFi doméstico para espalhar o sinal de internet pelo ar no local.

A ONU Wi-Fi é a opção mais prática de ser instalada, já que oferece tudo o que é necessário para funcionar em um único aparelho, o que é interessante não apenas para o cliente, mas também para o próprio provedor de internet.

Conheça os padrões de WiFi que existem no mercado

Depois da especificação da rede wireless, geralmente há um código com algarismos e letras. Você já deve ter se perguntado o que ele significa, certo? O número “802.11” aparece acompanhado ou não das letras “a”, “b”, “g”, “n” ou “ac”.

“802.11” e “802.11 + letra” referem-se a uma família de especificações da tecnologia Wireless LAN (WLAN/Rede Sem Fio) desenvolvidas pelo Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE). Esse número indica uma interface entre um cliente sem fio e uma estação base ou entre dois clientes sem fio.

802.11

Essa nomenclatura se referia a redes sem fio iniciais, desenvolvidas em 1997 e que tinham uma taxa máxima de 2MB/s. Por ser uma taxa muito baixa, deixou de ser usada logo que houve avanço nas redes sem fio.

802.11 a

Essa é uma extensão da 802.11 que proporcionava uma transmissão de até 54MB/s. Foi pouco comercializada, uma vez que tinha custo elevado em relação ao padrão anterior. Foi desenvolvida ao mesmo tempo que o padrão b, mas poucas empresas aderiram a ele. Embora tivesse maior quantidade de dados transferidos por segundo, tinha menor abrangência do sinal, o que dificultava a conexão em espaços maiores.

802.11 b

Essa é uma extensão da 802.11 que apresentava uma transmissão de 11MB/s. O grande problema é que foram usadas as mesmas frequências de operação de aparelhos domésticos, como forno microondas, telefone sem fio e outros dispositivos que operam em valores próximos a 2.4GHz. Isso acabava causando interferências, dependendo do local em que o modem era colocado. Mas a vantagem era a possibilidade de o sinal ficar aceitável a distâncias maiores.

802.11 g

Essa é uma extensão da 802.11 que apresentava uma transmissão em distâncias curtas de 54MB/s. Uniu as melhores características dos padrões anteriores, com frequências próximas a 2.4 GHz para melhor abrangência de sinal.

802.11 n

Essa é uma extensão da 802.11 construída a partir dos padrões anteriores, adicionando multiple-input multiple-output (MIMO), que realiza múltiplas conexões de entrada e saída, melhorando as taxas de transferência e abrangência do sinal. É um padrão ainda amplamente usado, com velocidade de até 600MB/s, permitindo o aumento de transferência de dados.

802.11 ac (ONU Wi-Fi AC)

É a tecnologia mais moderna de 802.11, com velocidade elevada de até 1.300MB/s, melhorando a performance de dispositivos e a maneira como os usuários se conectam à internet. Também conhecida como Dual Band essa tecnologia utiliza duas bandas de frequência para operar a popular 2.4 Ghz e exclusivamente a banda de 5 GHz, permitindo a conexão de mais dispositivos a uma velocidade superior, aos roteadores Wi-Fi convencionais.

Quais são as vantagens da ONU Wi-Fi AC?

A ONU Wi-Fi AC ou 802.11 ac também é conhecida como Wireless AC, Wi-Fi 5G, Wi-Fi de 1Gbit e Wi-Fi Dual Band. Apresenta muitas vantagens, como:

  • é, em média, 3 vezes mais rápida do que o padrão de conexão atual;
  • atinge as mesmas velocidades máximas que a rede de cabo (1Gbps);
  • possui canais menos saturados que a atual 2.4 GHz, por usar a banda 5 GHz, que tem menos riscos de cortes ou interferências;
  • algumas contam com tecnologia Beamforming, que focaliza o sinal de rádio e impede que paredes ou obstáculos físicos afetem o sinal;
  • utiliza os mesmos sistemas de encriptação de senhas WPA e WPA 2;
  • aceita mais conexões simultâneas (aproximadamente 20) sem baixar a velocidade;
  • por oferecer possibilidade de download mais rápido, economiza a bateria do dispositivo.

Agora que você conhece os principais tipos de ONU Wi-Fi, entenda também o que é uma ONU Bridge e como escolher o equipamento correto.

Ir para artigo

 

como se tornar um provedor de sucesso

Compartilhar:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()