Blog

O que o mercado de provedores promete para o futuro?

O setor de telecomunicações está em plena expansão e a perspectiva é ainda melhor para os próximos anos. Isso porque as novas tecnologias estão em constante evolução, o que demanda um crescimento significativo no uso de dispositivos conectados, assim como na quantidade de dados trafegados. Confira alguns números que revelam as principais tendências para o mercado de provedores nos próximos anos:

  • O número de dispositivos móveis conectados à internet ultrapassou o de computadores, segundo pesquisa do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br);
  • A quantidade de conexões de banda larga móvel vai mais que duplicar nos próximos cinco anos, passando dos atuais 2,9 bilhões de acessos, para 7,7 bilhões;
  • Dados da Cisco mostram que atualmente o volume de dados trafegados é de 59,9 exabytes por mês. Em 5 anos, será de quase três vezes mais;
  • O número de usuários de internet crescerá de 2,8 bilhões para 3,9 bilhões até 2019;
  • A média global da banda larga fixa passará de 20 para 42,5 Mbps até 2019.
  • Tráfego móvel de vídeo deve aumentar dez vezes, constituindo 55% de todo o tráfego de dados móveis em 2020.

Apesar de mais da metade da população brasileira estar conectada à Internet, os dados do Relatório Anual ANATEL 2017 apontam que 38% das cidades brasileiras ainda estão sem internet por fibra óptica. Nesses municípios vivem cerca de 15% da população, grande parte localizada nas regiões Norte e Nordeste do País.

Em todas as regiões do país, provedores estão substituindo redes sem fio pela tecnologia de fibra óptica, capaz de oferecer uma conexão extremamente rápida e preparada para suportar e servir de backhaul para aplicações de IoT (Internet of Things), por exemplo. Nesse sentido, cada vez mais o mercado de provedores deve investir em infraestrutura tecnológica para ampliação do fornecimento de internet e melhoria na qualidade das conexões.

Tendências para o mercado de provedores de internet

O fortalecimento da infraestrutura física das redes de telecomunicações – fundamental para a ampliação do acesso aos serviços de banda larga – vem ganhando cada vez mais destaque no mercado de provedores nos próximos anos.

Isso também se deve ao fato do crescente aumento da conectividade de múltiplos dispositivos inteligentes se tornar uma das principais tendências para o futuro. Fator que exige ampliação da capacidade das redes e melhoria na qualidade da oferta de serviços.

Diante desse cenário, para que os ISPs consigam ampliar sua atuação para competir com os maiores players do mercado de provedores, é preciso inovar na prestação dos serviços de internet.

Confira a seguir algumas das principais tendências para o mercado de provedores de internet e veja como aproveitar as oportunidades que se apresentam.

Dispositivos conectados

A Internet das Coisas (IoT) já é uma realidade no mercado de provedores. Os projetos na área de internet das coisas (IoT) devem movimentar US$ 8 bilhões no Brasil em 2018, um crescimento de mais de 14% na comparação com 2017, segundo a empresa de pesquisa IDC.

A tendência é que o número de dispositivos conectados à rede cresça significativamente nos próximos anos. Estima-se que até 2020 cerca de 50 bilhões de dispositivos estarão conectados à internet. No entanto, IoT requer preparação, afinal, os provedores são responsáveis pela infraestrutura na qual passarão aplicações de IoT, dados, OTT, entre outras. Ou seja, os provedores são os detentores das redes de telecomunicações e são por elas que passarão as aplicações IoT. Para o futuro, uma das ideias é pensar em parcerias que ajudem na construção da infraestrutura e que possuem conhecimentos que auxiliarão a ingressar no mercado.

Serviços de streaming

O aumento na utilização de serviços de vídeo sob demanda e transmissão ao vivo usando redes IP é outra tendência para o mercado de provedores. Para atender essa necessidade dos assinantes, será necessário  investir na expansão da rede de fibra óptica para poder oferecer aos consumidores conexões mais estáveis e rápidas com maior proteção dos dados a baixo custo. A Netflix, por exemplo, tem trabalhado com provedores para proporcionar uma boa experiência audiovisual.

Atendimento omnichannel

Para oferecer aos consumidores a melhor experiência, tanto durante o uso da internet quanto no atendimento para resolução de problemas técnicos, o mercado de provedores deve disponibilizar diversas formas de interação. Promover um atendimento integrado nos mais diversos canais torna a comunicação melhor e o atendimento mais rápido, influenciando diretamente na experiência positiva do consumidor. Entre as tendências que têm se mostrado mais fortes, recomendamos ficar atento principalmente nas aplicações de inteligência artificial e ao chatbot.

 

Aqui no Blog da Cianet também estamos sempre disponibilizando materiais para auxiliar os ISPs a obter cada vez mais sucesso. Para obter mais informações sobre nossos produtos e serviços, entre em contato conosco!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()