Blog

Glossário para provedores: termos essenciais para ISP internet

Você quer se tornar um ISP internet ou até mesmo já deu os primeiros passos para ter o seu próprio provedor? Se sim, este é um conteúdo obrigatório para você. Reunimos aqui alguns dos principais termos dessa área para que você se familiarize e não fique perdido quando for estudar sobre o setor. Mas, lembre-se: este é um material apenas introdutório, de conceitos. Para se tornar um ISP, é importante estudar a fundo esses conhecimentos.

Baixe o glossário completo aqui

Principais termos que todo ISP deve conhecer

Anatel

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) é o órgão que regula o setor de telecomunicações. Para trabalhar com regularidade, todo ISP precisa enviar um conjunto de informações ao governo, além da declaração de alguns tributos. O SICI (Sistema de Coleta de Informações) e o Fust (Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações) são alguns exemplos.

EPON

A EPON (Ethernet Passive Optical Network) é uma das versões das redes PON (Passive Optical Network). Trata-se de uma tecnologia que oferece alta velocidade de transmissão de dados, conexão de qualidade e facilidade de gerenciamento. É recomendada para ISP que está começando a oferta de serviços. De menor complexidade, dispõe de produtos mais acessíveis, mas sem perder a qualidade.

Fibra óptica

A fibra óptica é um meio físico que permite a transmissão de luz por reflexões contínuas dentro de uma superfície até a chegada da outra extremidade, com baixo índice de perdas se comparada a outros meios de transmissão. Possui formato diminuto, com material de fácil instalação, gerenciamento e um bom custo-benefício. É amplamente usada por ISPs para transmissão de dados em alta velocidade.

GPON

A GPON (Gigabit Passive Optical Network), assim como a EPON, é uma rede óptica passiva. Porém, ela é mais indicada para ISPs com um alto número de usuários e serviços. Essa tecnologia é uma ótima possibilidade para quem pretende ganhar escalabilidade no médio ou longo prazo, além de provedores que trabalham em regiões mais densas. Com a tendência de oferta de serviços que fazem uso intensivo de banda, como vídeos e serviços de streaming, a rede GPON torna-se um importante recurso para os provedores devido à alta performance, à velocidade e à qualidade nas conexões.

Inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) é um conjunto de tecnologias que possibilitam que máquinas aprendam com experiências e com novos dados conforme são imputados, performando tarefas como seres humanos. Hoje, várias sistemas e ferramentas digitais já utilizam recursos como inteligência artificial. Um exemplo simples, é o próprio reconhecimento de face em imagens nas redes sociais ou ainda a sugestão de respostas automáticas em e-mails de algumas empresas.

Para ISP internet, a IA vem sendo aplicada com sucesso para o atendimento ao cliente, como é o caso do Mobo, chatbot da Cianet.

Licença SCM

A licença SCM (Serviço de Comunicação Multimídia) é exigida pela Anatel, estabelecendo regras para prestação de serviços de telecomunicações. Dessa forma, além de promover uma disputa igualitária entre concorrentes, impossibilita que empresas prestem serviços de telecomunicações de forma ilegal e que possa lesar o assinante.

ONU

ONU é a sigla de Optical Network Unit ou, em português, Unidade de Rede Óptica. Basicamente, ela serve para converter o sinal óptico em sinal elétrico e é utilizada em topologias do tipo ponto-multiponto EPON ou GPON.

PON

A rede PON (Passive Optical Network) é a evolução da arquitetura de redes ponto multiponto. Ela se destaca por não precisar de energia no meio de transmissão e, por isso, é definida como passiva. As redes PON mais conhecidas são a EPON e a GPON, que utilizam a arquitetura FTTx (Fiber to the x – Fibra até o x). O “x” pode ser FTTH (Fiber to the home – Fibra para a casa), FTTB (Fiber to the building – Fibra para o prédio) ou qualquer outro ponto para o qual se possa levar fibra óptica.

Redes FTTx

FTTx (Fiber To The x) ou, em português, Fibra para o x é um termo genérico para uma arquitetura de rede de banda larga através de fibra óptica. As redes FTTx possibilitam satisfazer as necessidades atuais de transmissão de dados e velocidades mais altas, fatores que impactam diretamente na melhoria da experiência do usuário. Por isso, esse tipo de rede passou a ser a tecnologia adotada pelo ISP que busca aperfeiçoar sua infraestrutura de rede para atender assinantes cada vez mais conectados e exigentes.

E, então, agora sente que sabe um pouco mais sobre o universo de ISP internet? Esses são apenas alguns dos termos que levantamos. O glossário completo você pode baixar aqui. Esperamos que seja útil para você consultar sempre que tiver dúvidas!

Baixar glossário completo

 

Compartilhar:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()