Blog

Gestão de provedores: como consolidar o seu negócio

No dia a dia dos provedores, a falta de gestão, planejamento financeiro e questões tributárias podem se tornar verdadeiros desafios e obstáculos para o crescimento. Afinal, o provedor precisa lidar com uma infinidade de tarefas, questões técnicas e ainda cuidar da gestão de diferentes processos e equipes. Mas para potencializar os resultados e ampliar o número de clientes é essencial pensar em alguns aspectos básicos da gestão de provedores, tais como:

  • inovação;
  • gestão de pessoas;
  • análise de indicadores;
  • organização de processos e outros pontos. 

De fato, uma pesquisa realizada pelo Sebrae, em 2019, revela que os maiores desafios dos micro e pequenos empreendedores brasileiros são a falta de qualificação com relação ao controle e a gestão financeira do negócio, de acordo 52% dos entrevistados. Enquanto 31% afirma já ter deixado de pagar algum tipo de imposto. O que também é muito comum na realidade dos ISPs.

Neste artigo, você vai entender como fazer o gerenciamento de diferentes áreas e quais pontos são fundamentais para estruturar o seu negócio. Acompanhe!

Inovação como um meio de gerar novas oportunidades de negócio

Para consolidar e modernizar a gestão de provedores é preciso que as empresas estejam sempre atentas às tendências e adotem boas práticas para lidar com as constantes transformações que impactam o segmento

Isso irá garantir que as ações planejadas sejam direcionadas para alavancar o desempenho do negócio de forma sustentável. Mas como fazer isso de forma profissional? É o que responderemos na sequência.

Perceber a inovação como um meio de gerar novas oportunidades de negócio para o mercado de ISPs é sinônimo de olhar para o futuro e para novas oportunidades. 

Existem, no entanto, determinados desafios que fazem parte da gestão de provedores que podem complicar a modernização dos processos. Alguns pontos que merecem atenção: 

A profissionalização pode esbarrar com alguma dessas questões. Porém, é importante ressaltar que inovação na gestão de provedores não deve ser associada apenas a entrega de novos produtos e serviços, mas também a três pilares:

  • transformação de processos;
  • atendimento ao cliente;
  • posicionamento no mercado.

Em outras palavras, investir em tecnologia e desenvolvimento de produtos e serviços é uma ótima ideia, mas não funciona sozinha. A gestão de provedores precisa estar preocupada em entregar, principalmente, qualidade. É nesse momento em que os pilares entram em cena.

A gestão de provedores que pretende se profissionalizar deve entender as mudanças no comportamento do usuário e otimizar as experiências. Com isso, deve planejar formas de rentabilizar ao máximo as redes existentes com soluções que não se limitam ao tradicional. 

É um ciclo, ao priorizar inovação e compreensão do mercado, o público receberá o que está procurando, ou ainda mais, e se tornará fidelizado.

Gestão de provedores: por onde devo começar para profissionalizar meu negócio?

Como mencionado anteriormente, grande parte das empresas desse segmento costuma dedicar a maior parte dos esforços na área técnica e deixa em segundo plano o desenvolvimento da gestão de provedores. 

Para conseguir a profissionalização, o primeiro passo é incorporar uma mentalidade diferenciada em tudo que é feito internamente na empresa. Seja para propor formas de executar processos, liderar pessoas e o negócio.

Incentivar algumas práticas como a experimentação e o pioneirismo, isto é, ter uma visão empreendedora, fará com que a equipe tenha condições para proporcionar um atendimento de alto nível na área de provedores. 

A seguir, você vai ver algumas ações que podem ser adotadas dentro da sua empresa para tornar a gestão mais estratégica.

5 práticas para estruturar a gestão do seu negócio

1. Crie uma cultura de inovação

A cultura de inovação exige que o profissional, equipe ou empresa esteja em constante evolução, buscando novas formas de resolver os mesmos problemas. As empresas que investem em uma cultura de inovação conseguem criar soluções e se diferenciar do mercado. Pensar de forma inovadora é pensar diferente do que já foi feito ou estão fazendo.

Neste contexto, podemos citar a cultura startup, que traz novos hábitos, valores, normas e atitudes que são compartilhados por todos na empresa. Dentro da cultura startup as principais ferramentas para alcançar o sucesso são a motivação, o reconhecimento e a produtividade.

2. Invista na gestão de pessoas

Os profissionais da empresa são seu principal ativo. Uma empresa que investe em treinamentos, capacitação, tem uma gestão próxima do colaborador e oferece benefícios que vão além do salário (ambiente agradável, qualidade de vida etc), consegue melhorar sua retenção. Ou seja, diminui a rotatividade de profissionais, principalmente da área técnica. 

A alta rotatividade nos provedores de internet prejudica a qualidade da entrega do serviço e aumenta os custos para a empresa, que precisa estar sempre contratando e treinando novos colaboradores. Por isso, melhorar a gestão de pessoas é fundamental para aumentar a retenção.

3. Faça reuniões periódicas com as equipes

Para entender quais são os desafios das equipes, o gestor precisa estar em contato constante com os profissionais. Separe um dia da semana para se reunir com os líderes dos departamentos ou com alguns profissionais das equipes para entender suas dores e dificuldades que enfrentam em suas rotinas de trabalho.

É possível que um departamento esteja enfrentando um problema de forma constante ou não consiga fazer entregas melhores por falta de recursos, por exemplo, e você nem tinha conhecimento. Estar próximo dos profissionais vai te ajudar a olhar para o departamento com outro olhar.

4. Tenha um especialista em tributação na empresa

O Brasil é um país com uma tributação bastante confusa. Isso já é motivo suficiente para fazer com que os empresários deixem de cumprir com a tributação ou se confunda na hora de recolher os impostos. Além disso, muitas empresas acabam negligenciando essa questão por falta de tempo ou conhecimento. 

Deixar de cumprir com o pagamento da tributação, no entanto, pode causar muitos danos ao negócio, como gerar multas, impedir a concessão de linhas de crédito, impedir que a empresa participe de licitações e ser responsabilizada pelo fisco. Ter um profissional que entende de tributação vai manter a sua empresa em dia e evitar que seja penalizada.

5. Comece a acompanhar os indicadores de desempenho do negócio

Indicadores de desempenho são índices obtidos por meio de dados relacionados com as atividades do negócio. Por exemplo, a empresa pode ter indicadores de satisfação, qualidade, entrega, cumprimento de prazos, entre outros. 

Em um provedor de internet, os indicadores podem revelar como está a qualidade e a satisfação do cliente com a contratação do serviço. Esses indicadores são importantes, pois vão garantir que o cliente mantenha seu contrato e recomende a empresa para outros clientes. Esses indicadores podem ser obtidos por meio de avaliações com os clientes, levantando dados da equipe de atendimento e observando os comentários e reclamações dos clientes em canais digitais, como redes sociais

Em resumo, profissionalizar e estruturar um provedor de internet vai muito além de comprar equipamentos de última geração e com a melhor qualidade do mercado. Para entregar um serviço de qualidade para o cliente, o provedor de internet precisa, antes de mais nada, estruturar o seu negócio internamente! 

Seu ISP está preparado para profissionalizar a gestão de provedores? Compartilhe conosco os seus principais desafios e como pretende superá-los! Acompanhe nossas publicações e saiba mais dicas sobre gestão.

 

Provedores em expansão

Compartilhar:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()