Por que a internet brasileira é ainda tão lenta?

Por que a internet brasileira é ainda tão lenta?

por Cianet | 10.06.14 | em Inovação e tendências

Geografia difícil, desinteresse das teles no interior e crescimento de usuários classes C e D são desafios para o crescimento da internet brasileira

O número de usuários de internet é cada vez maior no Brasil; porém, a velocidade média de conexão deixa muito a desejar. A internet brasileira caiu, pela terceira vez consecutiva, em ranking realizado anualmente pela Akamai, empresa norte-americana de internet. Segundo o estudo, que pesquisou 243 países, estamos na 84ª posição, atrás de países como Iraque, Cazaquistão e Coreia do Norte. Nossa velocidade média de conexão é de 2,3 megabits por segundo, enquanto a média global é de 3,1.

Mas por que isso acontece? Segundo o diretor da Akamai na América Latina, Jonas Silva, dois fatores são os principais: o crescimento de usuários nas classes C e D, que possuem acesso a uma baixa velocidade, e a dimensão geográfica do país, com muitos pontos de difícil acesso a uma internet de alta velocidade.

As perspectivas, segundo ele, são otimistas. Isso porque a oferta de mais serviços pela mesma infraestrutura (triple play, multiple play), tendência seguida atualmente pelas operadoras, demanda uma internet mais rápida. Porém, a princípio, isso está acontecendo nas grandes metrópoles, deixando um nicho a ser explorado no interior. Hoje, a internet brasileira tem menos de 1% das conexões superiores a 10 megabits por segundo e 14% estão entre 4 e 10 megabits por segundo, o que quer dizer que 85% estão abaixo disso.

Para aumentar a velocidade e subir algumas posições no ranking, uma solução que já está começando a ser implantada é a fibra óptica. Entretanto, as dificuldades geográficas colocam empecilhos nesta implementação e talvez isso ainda demore algum tempo para se concretizar.

De qualquer forma, o estudo aponta um espaço a ser aproveitado por pequenos provedores, que podem ofertar soluções via fibra óptica e cabo coaxial, por exemplo, em locais que não interessam às grandes operadoras. É um nicho de mercado disponível e pronto para ser abocanhado.

Fontes: Olhar Digital e Veja Online

Seu provedor consegue ofertar taxas altas de conexão? Como você faz isso? Quais são suas dificuldades? Deixe-nos saber abaixo, nos comentários.

  • Lucas Rodrigues Wildemberg

    Oi eu morava em Minas gerais onde pagava 83 reais por uma Internet de 3 mega hoje moro no Pará e pago 183 por uma Internet de 512 kbps (eles só garantem 40%da no franquia obs:quando funciona).Gostaria de saber por que os preços aki são tão altos por uma Internet de péssima qualidade

    • Cianet

      Olá @lucasrodrigueswildemberg:disqus! Neste caso, o que ocorre é que existe uma diferença de oferta e demanda nesses estados. Minas Gerais, além de estar próximo dos grandes centros do país, é uma região em que há mais demanda de internet, atraindo empresas que fornecem os links de internet. No caso do Pará, há menos demanda, portanto, menos concorrência e preços mais altos. Outro ponto que pode influenciar na qualidade da sua internet é a tecnologia utilizada pelo seu provedor até a sua casa (por exemplo: rádio, DSL, fibra óptica, etc.). Obrigado por ler o nosso Blog! Até mais! :)